A importância do refúgio agrícola no combate às pragas

O Refúgio Agrícola consiste no plantio de sementes não-Bt junto as transgênicas a fim de promover sustentabilidade no sistema de produção e renda do agricultor, visto que a prática auxilia na redução da população de insetos-pragas. Ao delimitar a área de refúgio o agricultor permite que os insetos se reproduzam e gerem descendentes menos resistentes a tecnologia, facilitando assim, a eliminação de pragas nas plantações.

A bactéria Bacillus thuringiensis (BT) é encontrada no solo e produz proteínas inseticidas que são tóxicas a alguns insetos como formigas, moscas e vespas, entretanto são inofensivas a outros microrganismos e seres humanos.  Nas culturas BT um gene específico é introduzido no genoma da planta e quando os insetos a consomem, logo há uma ligação com suas células intestinais que ocasionam em morte, proporcionando a maior produtividade da lavoura.

No Brasil essa tecnologia passou a ser implantada em 2005 após aprovação da Lei de Biossegurança, que regulamentou a modificação genética em organismos para esse e outros fins. Desde então as sementes BT apresentam grande adesão no país e estão vinculadas ao programa nacional de Boas Práticas Agronômicas.

Para adotar o Refúgio Agrícola existem algumas recomendações. Primeiramente recomenda-se a dessecação antecipada com um mês antes da data do plantio, de modo a evitar a presença de massa verde no campo. Posteriormente deve ser implantado na mesma propriedade e na mesma época de plantação da cultura BT e por meio do mesmo sistema de produção. Ademais, as plantas devem ser de mesma espécie, apresentando porte e ciclos semelhantes ao das plantas BT.

Dessa forma, as sementes de milho variedade são as mais indicadas para plantação de refúgio agrícola, exatamente por não serem resistentes a bactéria Bacillus thuringiensis (BT), permitindo sua reprodução, além de ter um custo reduzido em relação às transgênicas. Consulte um especialista da Bonamigo para adquirir a semente mais adequada ao seu refúgio agrícola.